Carregando...
DicaInternacional

O melhor lugar para visitar em 2020

2020 já está batendo a porta não é mesmo? Por isso chegou a hora de começar o planejamento das viagens! E para fugir do roteiro óbvio, que tal conhecer um país pouquíssimo explorado? 

O guia Lonely Planet acaba de eleger o Butão como melhor lugar para visitar em 2020. Os motivos são vários, mas entre eles está que o remoto país é considerado ‘o país mais feliz do mundo’.

Segundo, Sadie Whitelocks, jornalista de viagens que passou 11 dias viajando por lá, no momento em que seu avião pousou no aeroporto, ela já se impressionou com o país. Primeiro, por ser considerada uma das pistas de aterrissagem mais perigosas do mundo, mas sobretudo pela imensa cadeia montanhosa, com picos de até 8 mil metros de altura.

butão país visitar 2020 2

O Butão é um país budista no extremo leste do Himalaia, e viajar para este lugar é literalmente conhecer um outro universo que parece ter parado no tempo. E dada a velocidade de nossa vida atualmente, isto pode nos fazer um bem inesperado. De acordo com a jornalista, o próprio aeroporto parecia um templo budista tradicional, não somente pela decoração e arquitetura, mas principalmente pelo estranho e não esperado silêncio, do qual os ocidentais não estão mais acostumados.

[seguros_promo_shortcode theme=”card-large” ideal_para=”4″ ideal_para_lbl=”Ásia” /]

Para preservar a beleza natural do país, do qual 72% ainda são florestas intocadas, existe uma taxa de turismo de U$ 250 por dia, o que assusta a grande maioria dos turistas. Você sabia que no Butão o pênis é considerado sagrado e costuma ser usado para afastar pessoas más e maus espíritos? Representados abertamente em placas nas ruas, revistas ou qualquer outro tipo de mídia, para os cidadãos do Butão, mostrar um pinto não é considerado tabu, e eles não têm esta ligação de hipocrisia com o sexo que nós temos.

Aberto a turistas somente desde 1974, há pouquíssimos voos internacionais ao país, que obriga os turistas a estarem o tempo todo acompanhados de guias locais para garantir que eles fiquem nas áreas designadas.

Mosteiros solitários, natureza exuberante, monges de capas vermelhas e culinária rica. Porém, a característica que mais cativou a experiente viajante, foi a relação dos butaneses com a própria vida: “Viver uma vida positiva, a preservação da natureza e manter as coisas simples. Parece ser tão difícil ter isso em muitos outros países onde dinheiro e ganância atrapalham”.

O país mais feliz do mundo é conhecido por ter sido o primeiro no mundo a implementar um índice chamado ‘Felicidade Interna Bruta’. Lá, mais importante do que calcular o dinheiro, é valorizar a felicidade e a simplicidade. Com menos de 70 mil turistas por ano, este número parece não ser um problema para o Butão, que prefere manter o turismo restrito. Com modelo de turismo baseado no baixo volume e alta qualidade, este misterioso país promete ser uma experiência inesquecível em 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Favoritos