Carregando...
Dicas e Notícias

Países mais baratos para viajar na Europa em 2024

Descubra os 12 destinos mais acessíveis para explorar na Europa em 2024 e transforme seu sonho de conhecer o Velho Continente em uma realidade econômica.

A Europa é um destino de sonho para muitos, mas o receio de altos custos pode dificultar os planos de viagem. Entretanto, há vários países no continente que oferecem experiências incríveis e acessíveis. Neste texto, apresentaremos os 12 países mais econômicos para visitar na Europa em 2024, proporcionando opções surpreendentes que se encaixam em qualquer orçamento e itinerário.

O Velho Continente é um local encantador, unindo cultura, história, natureza e diversidade. Com 50 países, cada um com suas peculiaridades, línguas, tradições e atrações, há uma vasta gama de experiências, desde explorar monumentos famosos até apreciar paisagens deslumbrantes. A questão é: é possível explorar a Europa sem gastar uma fortuna? A resposta é sim!

Muitos países europeus são conhecidos por oferecerem experiências econômicas, como Portugal, Albânia, Chipre, Turquia e Polônia. Nestes destinos, é possível encontrar hospedagem, alimentação, transporte e entretenimento a preços bastante razoáveis, sem abrir mão da qualidade e do conforto. Além disso, a União Europeia proporciona vantagens, como a facilidade de circulação e a moeda única. Descubra agora os 12 países mais acessíveis para explorar na Europa em 2024.

Lugares baratos na Europa

República Tcheca

Países mais baratos da Europa 2024
Foto: Rodrigo Ardilha / Unsplash

A República Tcheca emerge como um destino fascinante para os entusiastas de história, cultura e natureza. Com 12 locais considerados patrimônios mundiais pela UNESCO, o país ostenta uma riqueza arquitetônica e artística notável. Destes, o centro histórico de Praga, a capital, destaca-se, encantando visitantes com seus monumentos medievais, cerveja artesanal e vibrante vida noturna.

Praga, considerada a cidade mais bonita do mundo, é um tesouro de lugares imperdíveis, como a Praça da Cidade Velha, com o Relógio Astronômico e a Igreja de São Nicolau; o imponente Castelo de Praga, que abriga a Catedral de São Vito e outros edifícios significativos; o Museu Franz Kafka, dedicado à vida e obra do renomado escritor tcheco; e a Casa Dançante, uma construção moderna e intrigante que dá a ilusão de movimento.

Além disso, as áreas circundantes de Praga abrigam cidades igualmente encantadoras que merecem exploração, como Cesky Krumlov, Karlovy Vary, Brno e Kutná Hora, conhecida pelo Ossuário de Sedlec, uma capela adornada com ossos humanos.

A viagem para Praga não se revela tão dispendiosa quanto aparenta. Embora a República Tcheca faça parte da União Europeia, sua moeda oficial é a coroa tcheca, com um valor aproximado de R$ 0,20. Isso resulta em preços mais acessíveis em comparação com outras capitais europeias, como Paris, Londres ou Roma. Adicionalmente, o custo de vida é mais ameno em relação a outros países europeus e ao Brasil.

Encontrar acomodações é viável, com opções a partir de R$ 130 em hostels e R$ 680 em hotéis cinco estrelas para dois adultos. Refeições, transporte público e entretenimento também se revelam mais acessíveis, como um menu do dia em restaurante na área nobre por R$ 50, um bilhete de transporte público por R$ 7 e uma entrada para museu por R$ 32. Se uma viagem para Praga em 2024 estiver nos seus planos, pode ficar tranquilo em relação ao seu orçamento.

Polônia

Países mais baratos da Europa 2024
Foto: Reiseuhu / Unsplash

A Polônia, localizada na Europa Central, deslumbra com uma história e cultura ricas, além de paisagens naturais e arquitetônicas encantadoras. A cidade de Cracóvia destaca-se, oferecendo o imponente Castelo Real de Wawel, a intrigante Gruta do Dragão de Wawel, a vibrante Praça do Mercado e a significativa Fábrica de Schindler, que desempenhou papel crucial na salvação de judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

Em Varsóvia, a capital e maior cidade do país, a Cidade Velha, reconstruída após a guerra, apresenta uma visão fascinante, enquanto o majestoso Castelo Real de Varsóvia, o tranquilo Parque Lazienki e o informativo Museu do Exército Polonês cativam os visitantes. Gdansk, cidade portuária no Mar Báltico, impressiona com o Relógio Astronômico, a monumental Bazylika Mariacka e a atmosfera única da Cidade Velha.

Além das cidades, a Polônia é lar de atrações imperdíveis, como o Memorial do Museu Estatal de Auschwitz-Birkenau, o maior campo de concentração nazista transformado em memorial. A Mina de Sal de Wieliczka, uma das mais antigas do mundo, revela salas esculpidas, lagos e uma impressionante capela. A Floresta Torta, com cerca de 400 árvores curvadas em forma de J, também é um destaque.

Embora faça parte da União Europeia, a Polônia mantém sua moeda, o Zloty, avaliado em cerca de R$ 1,16. Essa decisão resulta em preços mais acessíveis em comparação com outras nações europeias, como França, Alemanha ou Itália. O custo de vida varia conforme a cidade e o estilo de vida, mas geralmente é acessível, com um salário médio de 3.500 zlotys mensais, equivalente a cerca de R$ 4.044.

Na culinária, um menu do dia em um restaurante na área nobre custa cerca de 40 zlotys, ou R$ 46. O transporte, em Varsóvia, permite utilizar o mesmo bilhete para metrô, trem ou ônibus por 20 a 75 minutos, variando de 3 a 5 zlotys (R$ 3,47 a R$ 5,78). Uma entrada para o cinema é aproximadamente 25 zlotys, ou R$ 28,89. Hospedagens são acessíveis, com opções a partir de R$ 90 em hostels e R$ 168 em apartamento inteiro com dois quartos, com avaliação 10 no Booking.

Viajar para a Polônia não é dispendioso, pois o país possui diversos aeroportos internacionais que recebem voos diretos ou com escalas de várias companhias aéreas. Os preços das passagens variam conforme a época, antecedência e origem do voo. Ademais, uma eficiente rede ferroviária e rodoviária facilita a exploração de outras cidades e países vizinhos com praticidade e economia.

Hungria

Países mais baratos da Europa 2024
Foto: Ervin Lukacs / Unsplash

No coração do continente europeu, a Hungria encanta os visitantes com seu rico patrimônio histórico, cultural, gastronômico e natural. Budapeste, a capital e uma das mais belas cidades da Europa, é dividida pelo rio Danúbio em Buda e Peste, oferecendo uma variedade de atrações para todos os gostos e orçamentos. Destaques incluem o icônico Parlamento Húngaro, com sua imponente fachada neogótica e cúpula; o romântico Bastião dos Pescadores, proporcionando uma vista panorâmica da cidade e do Danúbio; e o Memorial Sapatos, dedicado aos judeus alvejados no Danúbio durante a Segunda Guerra Mundial.

Outros pontos imperdíveis são a grandiosa Basílica de Santo Estêvão, que abriga a mão mumificada do primeiro rei da Hungria, e a histórica Ponte das Correntes, primeira ponte permanente sobre o Danúbio em Budapeste. A cidade oferece uma rica cena artística e musical, destacando-se a Ópera Estatal Húngara, um edifício neorrenascentista com espetáculos de ópera e balé de alta qualidade. Budapeste também é conhecida pelos banhos termais, contando com mais de 100 fontes de água mineral e medicinal.

Embora seja membro da União Europeia, a Hungria não adotou o euro, utilizando o forint, avaliado em cerca de R$ 0,014. O custo de vida, geralmente baixo em comparação com outros países europeus, faz da Hungria uma opção acessível para viajar em 2024. Hospedagens para dois adultos começam a partir de R$ 110 em hostels e R$ 533 em hotéis 5 estrelas.

O eficiente transporte público, composto por ônibus, trens, metrôs e trens elétricos, oferece uma passagem unitária por 365 forints (aproximadamente R$ 5) ou a opção do Budapest Card, proporcionando descontos em atrações pagas e uso ilimitado do transporte por 24 a 120 horas, com preços a partir de 12.503,21 forints (em torno de R$ 173).

A alimentação e o entretenimento são acessíveis, com uma garrafa de água custando em média R$ 5,30, o menu do dia em restaurantes na área nobre variando entre R$ 26 e R$ 53, e uma entrada para um tour guiado à Basílica de Santo Estêvão começando em R$ 78. Planejar uma viagem para Budapeste em 2024 é uma escolha financeiramente tranquila.

Montenegro 

Países mais baratos da Europa 2024
Foto: Faruk Kaymak / Unsplash

Montenegro, situado no Sudeste da Europa, na região dos Bálcãs, é um país pequeno repleto de belezas naturais e atrações diversas. Banhado pelo Mar Adriático, oferece deslumbrantes praias de areia e rochas, além de majestosas montanhas, lagos glaciares, cidades medievais e parques nacionais.

Entre as imperdíveis atrações de Montenegro, destaca-se o fiorde de Kotor, designado como Patrimônio Mundial da Unesco, que abriga uma cidade histórica cercada por muralhas. O Lago Negro, o maior e mais belo dos 18 lagos glaciares do Parque Nacional de Durmitor, também encanta visitantes. O Mosteiro de Ostrog, um santuário ortodoxo construído nas faces de um penhasco, e a ilha-hotel Sveti Stefan, uma antiga vila de pescadores transformada em resort de luxo, são pontos fascinantes para explorar.

Montenegro, oferecendo opções para todos os gostos e orçamentos, proporciona experiências de lazer, cultura, gastronomia e aventura. Seja para desfrutar das praias no verão ou praticar esportes de neve no inverno, o país é atrativo durante todo o ano.

Na gastronomia montenegrina, há opções diversificadas para diferentes bolsos. Um menu do dia em restaurante na área nobre da cidade custa aproximadamente €17, enquanto em estabelecimentos mais econômicos, o prato fica em torno de €8. Combos de fast food são encontrados por €6, e uma garrafa de água tem o valor de €1,30. O transporte público em Montenegro é eficiente e acessível, com a passagem unitária custando €1 e o passe mensal disponível por €30. Hospedagens para dois adultos iniciam a partir de R$ 130 em hostels, com opções de hotéis 5 estrelas a partir de R$ 533.

Albânia 

Países mais baratos da Europa 2024
Foto: Polina Rytova / Unsplash

A Albânia é um surpreendente e pouco explorado destino turístico na Europa, situado na região dos Bálcãs e banhado pelo Mar Adriático, onde se estendem praias paradisíacas de areia branca ou pedrinhas e águas cristalinas. Destacam-se o sítio arqueológico de Butrint, Patrimônio Mundial da Unesco, exibindo ruínas de antigas civilizações gregas, romanas e bizantinas, e a cidade de Berat, conhecida como a “cidade das mil janelas” devido à sua arquitetura otomana singular. A capital, Tirana, é vibrante e moderna, abrigando museus, galerias de arte e monumentos históricos. As deslumbrantes praias de Saranda, com vista para a ilha grega de Corfu, também são destaque.

A Albânia oferece opções para todos os gostos e orçamentos, proporcionando experiências de lazer, cultura, gastronomia e aventura. O verão é a melhor época para aproveitar as praias e o clima quente. A moeda oficial é o lek albanês, equivalente a R$ 0,05, mas o euro é amplamente aceito. O custo de vida na Albânia é baixo em comparação com outros países europeus.

Na culinária albanesa, influenciada pela cozinha mediterrânea, turca e balcânica, os pratos típicos incluem byrek (torta salgada de massa folhada), tavë kosi (cordeiro assado com iogurte), musaka (camadas de batata, carne moída e molho branco) e baklava (doce de massa folhada recheado com nozes e mel).

Opções alimentares variadas estão disponíveis, atendendo a diferentes gostos e orçamentos. Em um restaurante barato da cidade, um menu do dia custa cerca de R$ 37, enquanto um combo de fast food sai por R$ 32 e uma garrafa de água por R$ 3,47.

O transporte público na Albânia é eficiente e acessível, com a passagem unitária custando cerca de R$ 2 e o passe mensal em torno de R$ 79. Quanto à hospedagem, as opções variam de hostels a hotéis de luxo. Em Tirana, o preço médio por noite para duas pessoas em um hostel é de R$ 50, e em um hotel 5 estrelas é de R$ 270.

Portugal 

Países mais baratos da Europa 2024
Foto: Liam McKay / Unsplash

Portugal é um destino turístico encantador e diversificado, oferecendo não apenas praias magníficas, mas também cidades históricas, castelos medievais, paisagens naturais e vinícolas. Cidades como Lisboa, Porto, Évora e Fátima são amplamente visitadas por turistas. Entre as principais atrações do país, destacam-se o Palácio Nacional da Pena, reconhecido como Patrimônio Mundial da Unesco; a encantadora vila medieval de Óbidos, circundada por muralhas; e a capital Lisboa, que abriga monumentos icônicos como a Torre de Belém e o Mosteiro dos Jerónimos.

Em Portugal, a moeda oficial é o euro, e o custo de vida é relativamente baixo em comparação com outros países europeus, proporcionando uma experiência de viagem mais acessível. A culinária local, influenciada pela cozinha mediterrânea e atlântica, destaca-se pelo uso de ingredientes frescos e saborosos. Pratos típicos incluem bacalhau preparado de diversas formas, cozido à portuguesa, pastel de nata (doce de massa folhada recheado com creme) e o renomado vinho do Porto, produzido na região do Douro.

O valor médio de um menu do dia em um restaurante na área nobre da cidade é de aproximadamente R$ 55, enquanto em estabelecimentos mais sofisticados, o custo pode variar em torno de R$ 110. Por outro lado, o combo de fast food está na faixa de R$ 32. Portugal oferece um sistema de transporte público altamente eficiente, com a passagem unitária custando aproximadamente R$ 8, e o passe mensal disponível por R$ 213. Além disso, o país conta com uma extensa rede ferroviária e rodoviária, facilitando a exploração de outras cidades e países vizinhos de maneira econômica.

Quanto à hospedagem em Portugal, os preços variam conforme a localização e o padrão do estabelecimento, abrangendo desde hostels até hotéis de luxo. Em Lisboa, por exemplo, a média de preço por noite para duas pessoas em um hostel é de R$ 180, enquanto em um hotel 5 estrelas, os valores começam a partir de R$ 900.

Chipre 

cidades
Foto: George Lemon

Chipre, situada no Mar Mediterrâneo, é uma ilha que se destaca por sua rica história e cultura, além de oferecer belas praias e paisagens naturais. Com vestígios arqueológicos que remontam a mais de 10 mil anos, tornou-se um destino turístico popular, atraindo visitantes em busca de sol, mar, aventura e relaxamento. A ilha apresenta uma divisão entre a República de Chipre, predominantemente grega, ao Sul, e a República Turca de Chipre do Norte, predominantemente turca, ao Norte.

Os turistas têm a oportunidade de explorar monumentos históricos, como o Castelo de Limassol, o Mosteiro de Kykkos e as Ruínas de Salamina, assim como museus, igrejas e mesquitas que narram a rica história local. As praias cipriotas, destacando-se na região oriental, em Agia Napa, impressionam com águas azuis e cristalinas, oferecendo diversas opções de lazer, desde esportes aquáticos até relaxar ao sol.

A moeda oficial é o euro, e o custo de vida em Chipre é moderado em comparação com outros destinos europeus, tornando a viagem mais acessível. Em restaurantes simples da capital, Nicósia, um menu do dia pode custar cerca de R$ 80, enquanto um combo de fast food fica em torno de R$ 37.

O transporte público em Chipre não é tão eficiente como em outros países europeus. No lado turco, encontram-se os dolmus, pequenas vans, enquanto no lado grego, há ônibus, embora nem sempre com horários convenientes. Assim, alugar um carro ou moto pode ser a opção mais prática para se locomover.

Quanto à hospedagem, os preços em Chipre variam conforme a localização e o padrão do estabelecimento. Em Nicósia, por exemplo, o preço médio por noite para duas pessoas em um hostel é de R$ 140, enquanto em um hotel 5 estrelas, os valores começam a partir de R$ 1000.

Andorra

cidades
Foto: Jossuha Théophile / Unsplash

Andorra, situada nos Pirineus entre a Espanha e a França, é um país compacto repleto de atrações para os visitantes, oferecendo uma experiência completa de turismo de natureza, aventura, compras e bem-estar. Com o maior complexo de esqui do Sul da Europa, atrai entusiastas no inverno, proporcionando pistas para todos os níveis, além de atividades como snowboard, trenós e motos de neve.

No verão, as montanhas se transformam em cenários ideais para caminhadas, ciclismo, escalada e outras modalidades esportivas. Andorra também se destaca como um paraíso para compras, devido à sua baixa carga tributária, tornando os produtos mais acessíveis em comparação com a maioria dos países europeus. Andorra la Vella, a capital, abriga shoppings expansivos e lojas de diversas marcas internacionais.

O país oferece ainda spas de águas termais, museus, igrejas românicas e uma rica gastronomia. Entre os pontos turísticos estão as renomadas estações de esqui Grandvalira e Vallnord, os Lagos de Tristania e o Mirador del Roc del Quer. Andorra preserva um rico patrimônio histórico e artístico, incluindo igrejas românicas, museus e monumentos como a Casa de la Vall e a escultura de Dalí.

Adotando o euro como moeda oficial desde 2002, após um acordo monetário com a União Europeia, Andorra apresenta um custo de vida que depende da paróquia e do estilo de vida de cada pessoa, sendo geralmente moderado. O salário médio no país é de R$ 6.175 mensais. Refeições como um menu do dia em um restaurante simples custam cerca de R$ 70, enquanto um lanche em fast food gira em torno de R$ 48.

Apesar de existirem diversas linhas de transporte público em Andorra, nem todas chegam aos pontos turísticos. Por isso, muitos optam pelo aluguel de carro para explorar a cidade de maneira mais abrangente. Em Andorra la Vella, é possível encontrar hospedagens para dois adultos a partir de R$ 220 em um hostel, e a partir de R$ 420 em um hotel 5 estrelas.

Romênia

europa gastando pouco
Foto: Majkl Velner / Unsplash

A Romênia, localizada no Leste Europeu e fazendo fronteira com Hungria, Sérvia, Ucrânia, Moldávia e Bulgária, é reconhecida como um dos destinos mais acessíveis na Europa. Com um fascinante patrimônio medieval, o país atrai entusiastas de cultura, história, natureza e aventura. Bucareste, a capital e maior cidade, destaca-se por seus monumentos históricos, culturais e religiosos, bem como por uma vibrante vida noturna.

Brasov, situada na região da Transilvânia, é uma cidade fortificada com um encantador centro histórico e vista para o Monte Tampa. Próxima está o Castelo de Bran, associado à lenda do Conde Drácula. Sibiu, uma das cidades mais antigas e belas da Romênia, impressiona com sua arquitetura medieval preservada e é conhecida por seus festivais de música, teatro e cinema.

Sighisoara, uma cidade medieval, parece saída de um conto de fadas, com suas torres, muralhas e ruas de pedra, sendo o local de nascimento de Vlad Tepes, possível inspiração para Drácula. Sinaia, uma cidade montanhosa, é apreciada pelos amantes da neve, oferecendo belas paisagens naturais e o deslumbrante Castelo de Peleş.

No verão, as montanhas dos Cárpatos proporcionam paisagens deslumbrantes e oportunidades para caminhadas, ciclismo e escalada. A Romênia também se destaca por sua diversidade de fauna e flora, com parques nacionais, lagos e cavernas. A gastronomia romena, com pratos como sarmale, ciorbă e mămăligă, é uma deliciosa parte da experiência.

A moeda oficial é o leu romeno (RON), equivalendo a cerca de R$ 1,07. O custo de vida na Romênia é inferior ao de muitos países europeus, tornando a viagem mais econômica. Refeições como um menu do dia em um restaurante na área nobre da cidade custam cerca de R$ 85, enquanto em restaurantes mais simples ficam na faixa de R$ 37. Um combo de fast food custa em média R$ 26.

Bucareste oferece opções eficientes e acessíveis de transporte público, incluindo um metrô amplamente utilizado e ônibus que atendem à cidade, mesmo durante a noite. Para maior flexibilidade, o aluguel de carro é uma alternativa. A passagem média custa R$ 10. Quanto à hospedagem, em Bucareste, o preço médio por noite para duas pessoas em um hostel é de R$ 90, enquanto em um hotel 5 estrelas é a partir de R$ 440.

Turquia

europa gastando pouco
Foto: Mar Cerdeira / Unsplash

A Turquia, situada entre a Europa e a Ásia, exibe uma história e cultura ricas que refletem sua diversidade. Além de monumentos religiosos e deslumbrantes paisagens naturais, o país é conhecido pela deliciosa gastronomia, assim como pelos renomados tapetes, cerâmicas, joias e especiarias.

Istambul é a maior e mais significativa cidade turca, sendo única por se estender pelos continentes europeu e asiático. Já tendo sido a capital de três impérios – o romano, bizantino e otomano – a cidade conserva um impressionante patrimônio arquitetônico e cultural. Entre suas principais atrações encontram-se a Hagia Sophia, a Mesquita Azul, o Palácio Topkapi, a Cisterna da Basílica e o Grande Bazar.

A cidade proporciona uma experiência singular ao navegar pelo Estreito de Bósforo, que separa os dois lados da cidade e conecta o Mar Negro ao Mar de Mármara. Dos barcos, é possível apreciar as deslumbrantes paisagens, pontes, palácios e fortalezas que acompanham o canal. A vida noturna em Istambul é animada, com bares, restaurantes e casas de shows apresentando a música e dança típicas da Turquia.

A lira turca (TRY) é a moeda oficial, equivalendo a cerca de R$ 0,19. O custo de vida em Istambul é acessível em comparação com outras grandes cidades europeias, tornando-a uma opção econômica para os viajantes, especialmente devido à desvalorização em relação ao real. Um menu do dia em um restaurante de área nobre custa aproximadamente R$ 35, enquanto um combo de fast food sai por R$ 29.

Istambul oferece eficientes opções de transporte público, incluindo metrô, bondes elétricos, ônibus, funiculares, barcos e trens internacionais. O metrô, bondes elétricos e funiculares são meios práticos de locomoção, dada a densidade do tráfego e a potencial confusão nas linhas de ônibus. Quanto à hospedagem, os preços variam conforme localização e padrão do estabelecimento. Em um hotel simples, a média por noite para duas pessoas é de R$ 100, enquanto em um hotel 5 estrelas, inicia-se em R$ 400.

Grécia

europa gastando pouco
Foto: Patrick / Unsplash

A Grécia é um destino incrível, mas a falta de um planejamento cuidadoso pode tornar a viagem cara. Tessalônica, a segunda maior cidade do país, é uma das opções mais acessíveis, oferecendo uma rica história, vida cultural vibrante e uma deslumbrante orla marítima. Monumentos como a Torre Branca, a Igreja de São Demétrio e o Arco de Galério, juntamente com museus, galerias e mercados, são pontos imperdíveis.

A gastronomia local em Tessalônica é famosa, destacando-se pratos como bougatsa (massa folhada recheada com queijo ou creme) e koulouri (pão em forma de anel coberto com gergelim). Se a ideia é explorar as ilhas gregas de forma econômica, Paros, no mar Egeu, é uma excelente escolha. Com praias paradisíacas, vilas encantadoras e cenários naturais deslumbrantes, Paros oferece uma experiência menos turística e mais acessível em comparação a destinos populares como Mykonos e Santorini.

Explorar a capital Parikia, com suas casas brancas e igreja bizantina, ou a pitoresca Naoussa, com seu porto de pescadores e bares animados, são algumas das opções em Paros. A ilha também abriga sítios arqueológicos como o Templo de Apolo e o Santuário da Deusa da Fertilidade, sem esquecer as praias de águas cristalinas, como Kolymbithres, Santa Maria e Golden Beach.

Outra ilha a considerar é Naxos, a maior e mais verde das Cíclades. Com atrações que vão de montanhas e vales a castelos, Naxos oferece um leque variado de experiências. Destaques incluem o Portara, um portão de mármore que era a entrada de um antigo templo dedicado a Apolo, e a vila de Halki, com sua destilaria tradicional de licor de citrinos chamado kitron. As praias de Naxos, como Agios Prokopios, Agia Anna e Plaka, são ideais para relaxar ou praticar esportes aquáticos.

O custo de vida nessas regiões é mais acessível se comparado a outras grandes cidades europeias. Por exemplo, um menu do dia em um restaurante de alta categoria em Tessalônica custa cerca de R$ 85, enquanto um combo de fast food sai por R$ 37.

Para explorar Tessalônica, as opções incluem ônibus, táxi, carro ou mesmo caminhar, dada a proximidade dos pontos turísticos. A passagem de ônibus tem um preço médio de R$ 6,50.

Quanto à hospedagem em Tessalônica, os preços variam de acordo com a localização e o padrão do estabelecimento. O custo médio por noite para duas pessoas em um hostel é de R$ 180, enquanto em um hotel 5 estrelas, inicia-se em R$ 660.

Espanha (Madrid e Sul)

europa gastando pouco
Foto: Jorge Fernández Salas / Unsplash

Se está a planear uma viagem para a Espanha, não pode deixar de explorar Madrid e o Sul do país, duas regiões que oferecem uma rica diversidade de cultura, história, gastronomia e natureza, além de serem lugares acessíveis na Europa. Madrid, a capital e maior cidade da Espanha, é um dos principais centros culturais e artísticos da Europa, abrigando museus renomados como o Prado, o Reina Sofia e o Thyssen-Bornemisza.

Além disso, a cidade encanta com praças, fontes, palácios e parques charmosos, como o Retiro e a Casa de Campo. Não perca a oportunidade de saborear as famosas tapas, petiscos típicos da culinária espanhola, em alguns dos numerosos bares e restaurantes da cidade. O Sul da Espanha é representado pela região da Andaluzia, que engloba oito províncias: Almería, Cádiz, Córdoba, Granada, Huelva, Jaén, Málaga e Sevilha.

Esta região é marcada por uma notável beleza natural, com praias, montanhas, desertos e parques nacionais, além de uma forte identidade cultural influenciada pelas tradições árabes, judaicas e cristãs. O custo de vida nessas regiões é mais acessível em comparação com outras grandes cidades europeias.

Um menu do dia em um restaurante na área nobre de Madrid, por exemplo, custa cerca de R$ 80, enquanto em um restaurante mais simples sai por R$ 37. Um combo de fast food custa R$ 47. No Sul da Espanha, os preços podem variar de acordo com a cidade, mas em média são um pouco mais baixos do que na capital.

Em relação ao transporte, a forma mais fácil e prática de se locomover em Madrid é por metrô, com o preço do bilhete avulso custando em média R$ 8. No Sul, embora haja um bom transporte público, muitas pessoas preferem alugar carro para se deslocar entre as cidades.

∙ Gostou das nossas dicas? Faça a reserva do seu hotel ou pousada aqui e encontre as melhores condições para as suas férias.

∙ Encontre dicas de viagens e as últimas notícias que foram destaques também em nosso Instagram. Acompanhe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Favoritos